Que me perdoem os bebedores de tinto, mas nesse calor só um branco bem fresquinho pode ajudar.

Embora o tinto ainda domine, o consumo de vinho branco no Brasil, especialmente no Centro Sul,vem aumentando gradativamente. Isso se deve à disseminação da cultura do vinho – que afastou a lenda de que vinho branco não é bom –  e também ao fato de que hoje contamos com brancos espetaculares e de todas as faixas de preço.

Os brancos, tanto quanto os tintos, pode ser muito leves e frescos até bem corpudos e gastronômicos, devendo sua escolha se pautar para o momento em que será apreciado.

Como hoje é sexta feira – o dia perfeito para a happy hour – e está muuuuuito quente, escolhi um branco fresco, delicioso para acompanhar uns aperitivos, um peixinho leve ou pra te acompanhar naquele mergulho refrescante do final de semana.

Como manda a tradição, esse verdicchio da Garofoli (vinícola nascida em 1871 e que ainda pertence a família) tem sua garrafa em formato de ânfora.

 
No nariz, toques herbais, frutas brancas. Na boca, acidez equilibrada e frutas deliciosamente frescas. Sirva bem geladinho e vai ser amor na certa!

Quer mais motivos pra correr e buscar uma garrafa?? Não custa nem R$50,00.

Se quiser provar a verdicchio numa versão mais gastronômica e requintada, a dica é o Podium, da mesma vinícola.
 

 
Elaborado com a mesma uva, mas com envelhecimento em garrafa, traz aromas de frutas amarelas, um toque mais tropical, além de ser mais complexo e persistente.Pede um prato mais elaborado, mas também acompanha queijos e uma massa com molho sugo numa boa.
A safra disponível é a 2.012.

Custa na faixa de R$120,00. Ambos são da Grand Cru.