Esse vinho, elaborado pelo método de passificação de uvas, onde as estrelas principais (corvina, molinara e rondinella) passam pela secagem em ambiente de temperatura e umidade controlada por 3/4 meses (período em que perdem metade de seu tamanho original e ganham e concentração de açúcares) antes da vinificação, é o mais potente e carnudo dos vinhos italianos.

Originário da DOC de Valopolicella, pode ser tomado logo após seu lançamento (2 anos após safra) mas ganham muito com o envelhecimento.

O processo de passificação é caro e exigente, pelo que não há Amarones inferiores em preço e qualidade. São perfeitos para harmonizar com carnes de caça ou carnes mais gordurosas e duras guisadas, pois seu corpo opulento e sua maturidade fazem boa frente a untuosidade de pratos assim elaborados.

Em geral, os Amarones trazem sabores de geleia e compotas de frutas negras e vermelhas, especiarias e flores.

O Amarone da foto é da Masi Agrícola, importado pela Mistral.