A safra 2017 por Roberto Cipresso

Posted on Posted in Serviços

Embora alguns produtores do Vale dos Vinhedos e do interior gaúcho não estejam tão satisfeitos com o excesso de chuva, para o enólogo da Bueno Wines Roberto Cipresso, cujos vinhedos estão concentrados na Campanha, o ano está sendo excepcional.

Segundo ele “O clima influenciou de forma positiva o resultado da colheita, a temporada foi melhor do que a do ano passado. As chuvas se concentraram na primavera, época em que as plantas mais precisam receber água”.

Cipresso, responsável direto pelos vinhedos da Bellavista, observa que as altas flutuações de temperatura entre dia e noite favoreceram a maturação e a definição dos taninos. “As bagas terão peles mais grossas, assim produziremos vinhos tintos mais estruturados e duradouros”, diz o winemaker.

Normalmente, a colheita começa no final de fevereiro para as uvas que farão o vinho espumante, e termina nos primeiros dias de abril com a Cabernet.  O agrônomo da Bueno Wines, Edvard Kohn, explica que o verão gaúcho este ano veio forte, com temperaturas muito altas, antecipando o clima para as variedades tintas em 10 dias. Assim a colheita de 2017 acontece um pouco mais cedo: iniciou-se dia 10 de janeiro com a vindima da Pinot Noir, uva base para os espumantes da vinícola Cuvée Prestige e Desirée.

A Bueno Wines planeja concluir a colheita por volta de 15 de março com a Cabernet Sauvignon.

Os vinhos desta safra chegarão ao consumidor cerca de dois anos após a colheita, após um ano de envelhecimento em carvalho e mais um na garrafa e, conforme dito, com grande capacidade de guarda.

Eu, que amo os vinhos da Campanha, estou muito feliz com a notícia e ansiosa para prová-los.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *