Yealands Way, Sauvignon Blanc, Nova Zelândia

Que saudades eu estava desse vinho!! Yealands Way, Sauvignon Blanc da Nova Zelândia de muuuuuuuita tipicidade. Grama, pimentão e um pouquinho de maracujá. Pasmem: incrivelmente jovem apesar dos 8 anos (e fechado com screwcap, incrédulos de plantão). E, para finalizar os tapas na cara: comprado em supermercado. R$79,90 no Pão de Açúcar/Extra mas semana passada, com…

Calcu Reserva Especial Rosé, 2017, Chile. 

Malbec e Petit Verdot chileno, mais precisamente do Colchagua, de vinhedos muito próximos ao Oceano Pacífico. Macio, delicado, de corpo médio. Aromas de frutas vermelhas, flores e em boca um final levemente mineral. Elegante e fácil de harmonizar. Excelente opção para a ceia de Natal. A importação é do Olivetto e em Londrina está à…

Vinho Brasileiro – Safra 2018

Após recorde de 2017, safra da uva deverá ficar dentro da média histórica Com antecipação do início da colheita em torno 15 dias em relação ao período normal, vitivinicultores projetam volume 20% menor que o colhido no ano anterior, com ganhos na qualidade Depois de registrar a maior colheita da história do Rio Grande do…

Les Chais Beaucairois, 2005, Monbazillac, França. 

Pergunte sobre vinhos doces franceses e a resposta automaticamente será Sauternes. Enquanto no Brasil se pensa (e valoriza) apenas tal denominação, ainda há outros vinhos doces botrytizados a serem explorados e a preços bem menores. É o caso dos vindos de Monbazillac, elaborados com Semillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle (essa em maior proporção) e que…

Cursos WSET

Quer aprender mais sobre vinhos, receber a certificação de especialista no tema com reconhecimento no mundo todo? Então procure a certificação da Wine and Spirit Education Trust. No Brasil é possível cursar até o Nível 3. A The Wine School, escola responsável pela certificação WSET no Brasil já divulgou sua agenda em suas redes sociais.…

Armand de Chambray Brut – Blanc de Blanc – França

O Armand de Chambray Brut – Blanc de Blanc é um cremant da Borgonha de excelente custo benefício. Vivo, de borbulhas finas, mesclando sabores cítricos com um final maduro. Perfeito para harmonizar com os pratos da noite de Réveillon, da entrada a sobremesa. Foi um dos rótulos que escolhi para indicar aos leitores da Folha…

O espumante faz a festa!

A pedido da Folha de Londrina dei algumas sugestões para as festas de final de ano, mas que valem para nosso dia a dia. Acesse a matéria pelo link: http://www.folhadelondrina.com.br/folha-2/o-espumante-faz-a-festa-996358.html   Até a próxima taça, Keli Bergamo.🍷