No sábado de Carnaval fui conhecer a Cave Colinas de Pedra situada em Piraquara, pertinho de Curitiba. Ela ficou conhecida por promover a maturação de seus espumantes em um antigo túnel ferroviário, inaugurado em 1.885.

A área foi adquirida pela família Portugal em Dezembro 99 e tem 45 hectares de preservação permanente, a cerca de 1000 metros de altitude.

O projeto inicial da família era de uma pousada, e, enquanto aguardavam as liberações devidas, compraram também a área do túnel.

Com o túnel incorporado à propriedade e o estímulo de um terceiro que associou as características da área aos túneis de Champagne da França, a ideia de uma cave começou a ganhar forma.

Após fechar as entradas e revestir parte do túnel (de Pedra granítica) com duas camadas de tijolos, as temperaturas foram constantemente medidas e tiveram baixíssimas variações, variando entre 16 e 17 garis, o que o tornava muito adequado ao projeto dos espumantes.

As obras na cave foram iniciadas em 2005 e a inauguração ocorreu em janeiro de 2015 e neste período, já foi reconhecida pela UNESCO como projeto singular envolvendo espumantes no mundo.

A família buscou então profissionais especializados em espumantes e iniciou a parceria com o Sr Mario Geisse, que conheceu a estrutura e topou a empreita.

O vinho sai engarrafado de Pinto Bandeira e só faz a autólise (mínima de 24 meses) aqui, onde também é degorjado e finalizado para comercialização.

Ainda sobre a cave: O túnel possui 429 metros de extensão, sendo o mais extenso da ferrovia e está situado a 8 km da serra do mar e 30 km do mar (Bahia de Antonina) e mantém a umidade média em 90%.

Possui capacidade para 50 mil garrafas ou 1 milhão se o túnel todo for utilizado. Atualmente só a parte central está em uso com 12 mil garrafas.

A sala de degorgement é uma homenagem a arquitetura de Curitiba e seus tubos.

Provamos os espumantes Nature (Chardonnay e Pinot Noir) e Brut Rosé (Pinot Noir), ambos muito bons.

Para mais informações sobre visitas e produtos acessem o site deles (http://www.cavecolinasdepedra.com.br/) ou pelo Instagram @cavecolinasdepedra.

Até a próxima taça, Keli Bergamo