Provei há algum tempo o Fazzoletto, um Barbera com 20% de passificação, vindo do Piemonte e com um pouco mais de estrutura e calor. Me lembrou outro Barbera que adoro, da Angheben.

Delícia de vinho importado pela Decanter com ótimo preço e facinho de tomar e harmonizar.

São 3 opções de rótulo e homenageando três obras de arte que resistiram ao tempo e às intempéries.

Bacana né?

Até a próxima taça, Keli Bergamo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *