A Denominação de Origem de Empordà nasceu em 2006 e abrange 2.020 hectares de vinhedos nos municípios de Alt Empordà e Baix Empordà, na Catalunha.

Não tão conhecida como suas vizinhas Priorato, Montsant e etc tem como uvas permitidas as brancas Grenache Branca, Macabeu, Muscat, Muscat d’Alexandria, Chardonnay, Gewürztraminer, Malvasia, Piquepoul, Sauvignon Blanc e Xarel·lo; entre as tintas Carignan, Grenache, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Mourvèdre, Tempranillo, Syrah, Grenache e Hairy.

São autorizados brancos, rosados, tintos (esses que podem ser apenas jovens e frutados até volumosos e com grande tempo em madeira), espumantes e o Garnatxa de l´Emporda, um vinho naturalmente doce produzido a partir da uva Garnacha.

A região tem uma rota enoturística belíssima que ajuda substancialmente na divulgação de seus vinhos. Uma das principais atrações é o chamado triângulo dourado de Salvador Dali, como são chamados três prédios que mantém viva a memória e a obra do pintor catalão.

Não achei nenhum rótulo da DO em importadoras brasileiras, mas vale conhecer quando estiverem por lá.

O vinho da foto: Espelt Rosado de Garnacha foi minha primeira experiência com os rosados da região e me lembrou muito alguns os vinhos do Sul do Rhone.

Até a próxima taça, Keli Bergamo