Louis Jadot é sinônimo de regularidade e qualidade quando se fala em Borgonha.

Produzindo vinhos complexos e longevos desde 1.859 sempre tem  seus rótulos entre os mais premiados pelos críticos internacionais.

Sou especialmente fã de seus brancos, mas ontem foi dia de me render ao Pinot de Chorey-Les-Beaune safra 2009.

Essa comuna, localizada no norte de Beaune possui aproximadamente 170 hectares de vinhedos. Com 10 a 12 meses em carvalho, esse pinot trouxe taninos elegantes, nuances de tosta e frutas vermelhas em perfeito equilíbrio.

A guarda máxima recomendada pelo produtor é de 8 anos e posso dizer que o encontramos realmente no auge.

Quem traz os vinhos de Louis Jadot ao Brasil é a Mistral.