Já conhecia a uva malvasia por meio de alguns vinhos tranquilos, mas não havia provado sua versão com borbulhante, sendo que minha apresentação foi com um de seus melhores exemplares: Daphne.

O Daphne é produzido pela Medici Ermete, vinícola situada em Reggio Emilia representada pela Decanter no Brasil e que traz o excelente Lambrusco Concerto, o qual inclusive já recomendei aqui .

Aliás, importante aqui ressaltar que esse frisante é fermentado naturalmente, assim como os bons Lambruscos, sem carbonatação e tem grande delicadeza em degustação.

Amarelo clarinho, acidez crocante, muito aromático, com um toque mineral (chega a parecer salgadinho), e aromas  que remetem a frutas brancas de caroço.

Harmoniza muito bem com queijos duros, ostras, mexilhões, aspargos…

Sobre a malvasia…

Segundo “The Wine Grapes” existem 18 tipos diferentes de Malvasia mundo afora e quase todas cm cultivo predominante na Itália. Aqui a espécie é a Malvasia Di Candia Aromatica, uma espécie muito encontrada no Norte da Itália e na Grécia (sua provável origem é a Ilha de Creta).

O Daphne não está a venda no Brasil, mas vale procurá-lo quando viajar à Itália ou Estados Unidos.