Perdemos o costume de provar espumantes tintos depois do trauma de lambrusco de supermercado né?

Mas esse rótulo da Valmarino fez o pessoal mudar de ideia durante a aula de ontem em harmonização com a Charcutaria Natural da Tattiana Cirinno.

A própria combinação inusitada de uvas já diz muito o que esperar dele: Acidez da Sangiovese, frutas vermelhas da Pinot Noir. Fora isso, uma pegadinha de tanino e um perlage fino, delicado o tornaram a grande surpresa da noite.

Os espumantes tintos ainda são minoria no Brasil, mas pelas características que aliam de acidez e estrutura são perfeitos para Charcutaria e embutidos em geral bem como comidas mais gordurosas como feijoada.
Você pode adquirir o espumante diretamente com a Valmarino.

Outra opção de espumante tinto é o Noite do Pampa da Guatambu que eu também adoro!