Um dos princípios que mais repetimos ao falar de harmonização é “combine o vinho com a energia da refeição”.
E poucas combinações definem melhor isso do que a dupla hambúrguer e vinho.
Embora hoje seja comum encontrarmos versões mais elaboradas, os hambúrgueres estão sempre relacionados a refeições mais rápidas e descontraídas.
Pedem vinhos tal qual descontraídos. Em um dos livros mais bacanas sobre o tema (What to drink with what you eat), dentre as várias sugestões de vinhos (e milkshake) uma das frases que mais me chama atenção é “ou alguma outro não muito caro”.
A ideia é essa, não complicar demais e estragar a parte divertida da refeição.
Na foto, para acompanhar o hambúrguer optei por um Malbec. Outras boas opções: Cabernets sem muita barrica, Chianti, Cote Du Rhône, Merlot…
E você? Qual vinho escolhe para seu sanduíche?
Até a próxima taça, Keli Bergamo