Quinta dos Murças Minas, 2017, Douro, Portugal.

por Keli Bergamo

A Quinta dos Murças faz parte do Esporão e pelas mãos do enólogo José Luis vem mostrando vinhos cheio de frescor e com ótimo diferencial frente a grande oferta de tintos durienses.

Eu particularmente adoro o Minas. Acho fácil de beber e combinar.

O nome vem da origem das uvas, cujas vinhas orientadas a Sul, mais expostas ao sol, produzem uvas com maior concentração, mas ganham o “refresco” das muitas minas de água, que trazem certa compensação e equilibram o processo de maturação.

O corte típico de Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Francisca, Tinta Roriz, Tinto Cão amadurece em parte no Carvalho francês usado (cerca de 9 meses) e em parte em cubas de cimento (betão como dizem os portugueses).

Quem importa é a Qualimpor , com distribuição por todo o Brasil.

Até a próxima taça, Keli Bergamo

Deixe um comentário

Posts relacionados